°C °C
Publicidade

BRDE opera R$ 32,7 milhões com investimentos de fundos exclusivos no Paraná

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul operou R$ 32,7 milhões esse ano em projetos do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira) e...

17/10/2023 às 11h25
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) operou R$ 32,7 milhões esse ano em projetos do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira) e do FDCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), no Paraná. Estes dois importantes fundos são administrados exclusivamente pelo BRDE no Estado.

Com recursos do Funcafé, repassados pelo Ministério da Agricultura e Pecuária, a Capal - Cooperativa Agroindustrial localizada em Pinhalão, no Norte Pioneiro, captou financiamento com BRDE de capital de giro e de comercialização de café no valor de R$ 26,7 milhões. Nesse caso, o banco é agente credenciado desde o ano-safra 2018/19.

“Com o crédito do BRDE e recursos do Funcafé, podemos aqui na Capal fomentar essa cultura cafeeira, junto à base de cooperados, e estimular essa produção de café economicamente sustentável, oferecendo melhor possibilidade de comercializar através da cooperativa, além de agregar maior poder de negociação", explicou o diretor financeiro da Capal, Amilton Burgo Brambila.

Sediada em Arapoti, nos Campos Gerais, e fundada em 1960, a cooperativa possui cerca de 3.722 cooperados e aproximadamente 1,3 mil funcionários. Atua nos segmentos de grãos, insumos, sementes, leite, suínos, combustíveis e café.

Segundo o diretor do BRDE no Paraná, Wilson Bley Lipski, o Funcafé pode financiar a compra de café verde adquirido diretamente de produtores rurais ou de suas cooperativas, armazenamento e conservação do produto e capital de giro para indústria de café solúvel, de torrefação e cooperativa de produção. Os valores de financiamento podem chegar a 50% da capacidade anual de beneficiamento da indústria.

“Esse fundo gerido exclusivamente pelo BRDE no Paraná alavanca o desenvolvimento social e econômico do Estado, um dos nossos maiores propósitos”, disse Bley.

MATO GROSSO DO SUL- As operações de financiamento do Mato Grosso do Sul também são geridas pelo BRDE no Paraná. Foi o caso da Central Geradora Hidrelétrica (CGH), denominada CGH Chapadão, situada no km 135,5 a partir da foz do Rio Indaiá Grande, e que terá sua barragem localizada nos municípios de Cassilândia/MS (lado esquerdo) e Chapadão do Sul/MS (lado direito).

Esse projeto tem investimento previsto de R$ 40,2 milhões, sendo R$ 20 milhões provenientes do FDCO, R$ 6 milhões pelo Finame-BNDES, com o BRDE em seu papel de agente financeiro. O banco tem como estratégia apoiar projetos de energias limpas e renováveis em toda sua área de atuação, como o da CGH Chapadão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
21h00 Nascer do sol
21h00 Pôr do sol
Sex ° °
Sáb ° °
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Atualizado às 21h00
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 0,00 %
Euro
R$ 0,00 %
Peso Argentino
R$ 0,00 %
Bitcoin
R$ 0,00 %
Ibovespa
0,00 pts %
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio